Páginas

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

CONFISSÃO DE UM JOVEM


Eu era um rapaz normal.Estudava,namorava e jogava bola.Até aquela festa em que fomos " apresentados" por um carinha que dizia meu amigo.Foi amor a primeira vista:Eu 16 anos;"Ela",não sei.Só sei que ela me deixava maluco,me alucinava.
Seu cheiro me enlouquecia.mas era um amor proibido.Meus pais não aceitavam.Fui seurpreendido na escola.Não sabia o que fazer.Estavamos nos encontrando ás escondidas...
Até que não deu mais ,pirei!
Quebrava tudo em casa,entrei em desespero.Quase matei a minha irmã de pancada.Bati o carro.Fui internado num hospital,abandonado pelos meus familiares e por "ela".Eu a amo e não a tenho...
Hoje tenho 18 anos .Sou inútil e vou morrer.Devo tudo isso a "ela".
Seu nome:cocaína.Meu amor,minha vida,minha Destruição....
Não se drogue por não ser capaz de sustentar suas DORES!
(Confissão de um jovem drogado o Transcrito do original escrito de próprio punho num bar da avenida Paranaiba Rio).

Nenhum comentário:

Postar um comentário